terça-feira, 30 de agosto de 2011

Fitoterápicos para obesidade - Garcinia Cambogia.


A fitoterapia é caracterizada pelo tratamento de estados patológicos através da utilização de substratos naturais (plantas frescas e/ou secas e preparados à base das mesmas), com a finalidade de prevenir, aliviar ou curar uma doença pela ação de fitoquímicos, vitaminas e minerais.

Atualmente a suplementação e a utilização de fitoterápicos fazem parte da prescrição na rotina de profissionais da saúde a fim de reequilibrar o organismo e possíveis danos de uma alimentação muito quantitativa e pouco qualitativa.

O mercado para suplementos alimentares contendo ativos medicinais está crescendo, e as pesquisas acerca das propriedades de centenas de plantas vêm-se intensificando. Por isso, resolvi escrever a respeito disso aqui no blog.

Percebo que há uma grande necessidade por parte de quem me procura por um auxílio externo, como um coadjuvante ao tratamento nutricional. Ai que entram os fitoterápicos. Mas é necessário muito cuidado, é preciso saber a credibilidade, eficiência e fatores de risco de utilização de cada fitoterápico.

Desta forma, farei uma compilação das melhores opções para cada caso. Mas lembrem-se sempre de aqui são apenas dicas, busque o auxílio de um profissional especializado, com médico ou nutricionista.

            Iniciarei falando a respeito da: GARCINIA CAMBOGIA.
           
O ácido hidroxicítrico (HCA), é o principal componente das frutas tipo Garcinia, tem propriedades de atuar como agente na perda de peso corporal e é amplamente utilizado como suplemento alimentar.

Principais ações: 
  • Supressor do apetite,
  • Tolerância a períodos mais prolongados entre as refeições,
  • Regulação sobre os genes que codificam receptores de serotonina (Melhorando o Humor e sensação de bem estar),
  • Redução da deposição de gordura a partir da lipogênese durante possível novo ganho de peso,
  • Ajuda na redução do apetite por doces,
  • Contribui para efeito lipolítico (Aumento de queima de gordura),
  • Indução da expressão de leptina nos adipócitos (diminuindo da ingestão alimentar e aumentando gasto energético),
  • Aumenta o acumulo de glicogênio no musculo esquelético,
  • Aumenta o tempo máximo de fadiga durante o exercício, poupando oxidação do carboidrato e aumentando disposição durante atividade física.


Dica:
A ingestão da fruta auxilia o intestino, pois é rico em fibras, o que pode dar mais uma contribuição na perda de peso.

Estudo:
Participantes de um programa de caminhada (5 vezes/semana) com dieta de  2000kcal utilizaram Garcinia de 30 a 60 minutos antes das refeições, tiveram uma diminuição de 5,4% de peso e uma redução de 5,2% em relação ao índice de massa corporal. Ainda apresentaram redução no colesterol total, LDL-colesterol e triglicérides)
Tiveram outros estudos com resultados não tão positivos quanto o citado anteriormente.

De maneira geral, a suplementação com extrato de Garcinia cambogia não causa efeitos colaterais nem tem contraindicação, apesar de alguns casos de hepatotoxicidade já terem sido registrados. Nesse aspecto, ressalta-se a característica que o HCA possui de não atravessar a barreira hematoencefalica: assim não causa danos para o sistema nervoso central, nem para o cérebro.

Texto elaborado por:

Dra Marcela Sansone, Nutricionista funcional crn: 25538
Dra. Suélen de Oliveira, Biomedica Acupunturista CRBM 12382

Fonte:
NAVES, A: Nutrição Clínica Funcional, Obesidade. VP Editora, 2009 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens Relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...